Descargas atmosféricas mata duas famílias na Huíla

As chuvas que caem nos últimos tempos na província da Huíla, estão a causar imensos danos entre eles a morte de duas famílias nos municípios da Matala e Jamba, em consequência de descargas atmosféricas que caíram sobre os dois municípios

 

João Katombela, na Huila

 

A informação foi prestada à imprensa hoje pela porta-voz dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros na Huíla,  Inspector-bombeiro Teresa Abel, durante o balanço da situação operativa nos últimos sete dias.

De acordo com Teresa Abel, os casos de morte foram registados no município da Matala, onde uma descarga atmosférica provocou a morte de dois membros da mesma família, sendo mãe e filha.

O mesmo fenómeno natural, provou a morte de dois membros da mesma família no município da Jamba, deixando um ferido, o mesmo correu no município de Caluquembe, onde registou-se uma vítima mortal.

“Registamos três casos de descarga atmosférica, com seis vítimas humanas, destas cinco mortos e um ferido, no sector da Tchinhanha, município da Matala, tivemos o registo de dois mortos, sendo mãe e filha, no município da Jamba tivemos um caso tendo vitimado três pessoas sendo; pai, mãe e filho que ficou ferido e transferido para o Hospital Municipal da Jamba, no município de Caluquembe também registamos um caso, onde foi vítima um cidadão de 27 anos de idade” revelou.

Por outro lado, a porta-voz do Comando Provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros, informou a ocorrência do desabamento de uma das margens do rio Mukufi, tendo causado a interdição do troço B que dá acesso ao edifício do Comando Provincial da Polícia Nacional na Huíla.