Acordo entre MINEA e Masdar vai fornecer energia limpa para nove mil famílias na Huíla

A Masdar, empresa de energias renováveis dos Emirados Árabes Unidos, vai desenvolver um projecto para a construção de um parque solar de 150 MW de energia eléctrica no Sul de Angola, mais concretamente no município de Quipungo na província da Huíla .

O acordo de concessão, com a empresa estratégica dos Emirados Árabes Unidos, foi assinado neste sábado, à margem da Conferência das Partes sobre Alterações Climáticas – COP28, a decorrer na Expo City Dubai.

Foram signatários do acordo o ministro da Energia e Água, João Baptista Borges, e o CEO da Masdar, Mohamed Jameel Al Ramahi.
O projecto criará até 600 empregos directos e fornecerá energia eléctrica limpa para 90.000 residências na região com desafios significativos no fornecimento de electricidade, refere um comunicado a que OPAIS teve acesso.

Segundo ainda o documento, o acordo assinado na COP28 demonstra o compromisso do Governo angolano com uma transição energética justa, crescimento económico e redução das emissões de carbono em África e em todo o mundo.

Este acordo, prossegue o documento, apoiará significativamente o objectivo de Angola de aumentar a sua taxa de electrificação nacional para mais de 50% até 2027.

“Este é um contrato que se insere no âmbito do acordo que assinamos anteriormente, no qual assinamos também um outro para o desenvolvimento dos Projectos e agora estamos assinar um contrato de concessão para a construção de um parque solar de 150 MW no Sul de Angola mais precisamente no Município do Quipungo”, disse o inistro João Baptista Borges à imprensa.

Para o titular da pasta de Energia e Águas, o projecto é um investimento privado e terá uma capacidade solar que vai permitir atender não só a região onde ele se insere, neste caso a província da Huíla, como também vai permitir escoar capacidade para o Namibe.