Casos de violência doméstica aumentam na Lunda Sul

Casos de violência doméstica aumentam na Lunda Sul

Cento e 41 casos de violência doméstica foram registados de Janeiro a Novembro do corrente ano, pelo gabinete da Acção Social, Família e Igualdade de Género na província da Lunda Sul, representando um aumento de 24 casos, em relação ao igual período anterior.

A informação foi prestada, esta quarta-feira, na cidade de Saurimo, pela directora do Gabinete Provincial da Acção Social, Família e Igualdade de Género, Luísa Martins.

O aumento de casos notificados resulta da cultura de denúncia. Igualmente pela implementação de um trabalho conjunto com grupo de advogados espalhados na província, que têm contribuido bastante na identificação de casos de violência no seio das comunidades.

Sem avançar números, a responsável disse que dos casos notificados alguns foram resolvidos na instituição, outros encaminhados aos Serviços de Investigação Criminal (SIC) e outros ainda encontram-se pendentes.

Disse que dos casos registados na instituição destaca-se o abandono familiar, violência psicológica, sexual, verbal, patrimonial e agressões físicas, que foram registados nos municípios de Cacolo, Dala, Muconda e Saurimo.

“Atendendo a factores culturais da nossa população, algumas vítimas não denunciam casos do género, preferem calar-se e resolver na família, pelo que, aconselhou as comunidades para denunciar todo tipo de agressão às instituições vocacionadas para o efeito”, sublinhou.Luísa Martins assegurou que a instituição vai continuar a desenvolver acções de aconselhamento e educação das famílias, mediante palestras levadas a cabo pelo gabinete sobre “O resgate dos valores morais e cívicos”, desenvolvidas nas igrejas, escolas e associações femininas, onde são abordados diferentes temas