Crianças angolanas podem experimentar férias em cinco escolas do Reino Unido

Crianças angolanas podem experimentar férias em cinco escolas do Reino Unido

Denominado “Campo de Férias no Reino Unido”, as escolas designadas por Taunton, Whitgift, Sedbergh, Queen Ethelburga´s e The Mount School York abrem as suas portas nos meses de Julho e Agosto de 2024, para crianças dos 8 aos 17 anos provenientes de Angola e de outros países, a fim de participarem de fé- rias com duração de até seis semanas

A responsável da escola Taunton, Adrian Hall Worth, explicou que a sua instituição oferece colónias de férias ou internato, proporcionando um período de descanso para os novos alunos que varia entre duas e seis semanas. Os participantes estarão divididos por faixa etária, sendo os juniores com idades entre 7 e 12 anos, e os seniores dos 13 aos 17. Adrian sublinhou que os grupos vão beneficiar, por semana, de 10 horas de aulas de língua inglesa, e cerca de 13 dedicadas à formação em cursos como Investigação Científica, Matemática Aplicada, Pessoas e Lugares, e Artes Criativas.

der a confecionar alimentos e a criar guloseimas, passando pela cozinha britânica e por uma instrução no que à higiene alimentar diz respeito. Esclareceu que, de acordo com os níveis e idades dos alunos, estes terão aulas relacionadas com a exploração, programação informática e com a robótica através do scratch, flowol 4 e lego mindstorms.

A responsável avançou ainda que a sua instituição realiza pela quarta vez eventos informativos, em Luanda, sendo que, desde 2015, além do Reino Unido, várias crianças angolanas participam na colonia de férias, na Suíça, também. “No ano passado, a escola Taunton recebeu nove crianças angolanas e ficaram na instituição, durante duas semanas”, notou a responsável da escola localizada no Sul de Londres, referindo que ter noções básicas de inglês é uma das exigências para participação. Relativamente aos custos inerentes à participação, explicou que estes podem variar conforme as actividades, o período de inscrição, o tempo que se pretende manter a criança na escola de férias, bem como o número de menores inscritos por família.

Por seu turno, o representante da escola Sedbergh, David Milner, frisou que a sua instituição recebe alunos dos 8 aos 17 anos. Milner adiantou que, no último campo de férias, estavam 26 nacionalidade entre as quais duas crianças angolanas. Nesta escola, diferente da anterior, não é exigido que o aluno tenha, necessariamente, noções básicas de inglês, uma vez que uma das principais orientações da instituição passa pelo desenvolvimento da língua inglesa. Por semana, os alunos têm duas excursões às diferentes cidades entre as quais Manchester, Edimburgo, York, Liverpool, Newcastle upon Tyne, e actividades locais à volta do Lake District e Yorkshire Dales, além de outras.

A Queen Ethelburga´s recebe alunos dos 7 aos 17 anos, e administra inglês geral intensivo, dentro de um programa que dispõe 10 horas por semana, e mais de 16 horas de opções electivas para os seniores, que são negócios, ciência, arte e desporto. Enquanto isso, as actividades extras incluem desportos aquáticos, caça ao tesouro, moda, cinema, escola florestal, entre outros. Por fim, a escola The Mount está direcionada para raparigas dos 11 aos 17 anos. As suas actividades têm duração de três horas por dia, que vão desde desporto, artesanato, música, dança, discoteca, natação, passeios e outros. As aulas têm duração de 22 horas por semana. Entre os temas, estão incluídos a cultura inglesa, história, geografia mundial, assuntos actuais, projectos de oratória e trabalho de equipa.