Mais de 400 ex-militares reforçam a Polícia

Mais de 400 ex-militares reforçam a Polícia

Quatrocentos e um efectivos das Forças Armadas Angolanas ingressaram ontem na Polícia Nacional em Malanje, após concluírem um curso básico de Polícia, durante a cerimónia de encerramento presidida pelo Comissário-Chefe, Domingos Ferreira de Andrade

O 2º comandante-geral da PN exortou, durante o acto de encerramento do referido curso, referente ao período 2020/2021, realizado no Centro de Formação Regional Norte, aos efectivos a estarem sempre preparados para cumprirem com zelo e rigor a missão que lhes for confiada.

Explicou que a continuidade da formação básica de polícia é o garante da manutenção da ordem e tranquilidade públicas no país, lembrando que a missão deste órgão castrense é servir o Estado.

“Os conhecimentos adquiridos deverão servir de suporte à actividade quotidiana e exercer com profissionalismo a função policial, respeitando o princípio da legalidade e regular exercício das liberdades fundamentais dos cidadãos na manutenção da ordem, segurança e tranquilidade públicas, obedecendo a lei”, disse, sublinhando que o agente da PN de ve ser íntegro e cumpridor da lei.

Apelou aos novos polícias a se dedicarem permanentemente na elevação das suas qualidades e habilidades, pautando pelo princípio da disciplina e a hierarquia.

Disse que o curso realiza-se num momento ímpar da história da formação e ensino policial por alegadamente o país se encontrar num contexto de incertezas, causadas pela pandemia da Covid-19. Por esta razão, exortou à dedicação e ao rigor no cumprimento das medidas de prevenção impostas pelas autoridades sanitárias.

Já o comandante em exercício do Centro de Formação Regional Norte, sito em Cacuso, Subcomissário, Tomás Izata Sampaio “Sancara”, disse que os objectivos gerais do curso foram alcançados, uma vez que permitiu formar agentes policiais em matérias básicas de ordem pública, conferindo- lhes a devida certificação técnico-policial como agentes de autoridade da PN.

“A formação permitiu desenvolver nos formandos uma mentalidade para o respeito às leis, dedicação ao serviço público e criar valores e atitudes exemplares para o bom comportamento ético-profissional”.

De realçar que, em obediência às medidas de prevenção e combate à pandemia da Covid-19, o 18º Curso Básico de Polícia foi realizado simultaneamente em quatro locais diferentes do país.