Município do Lubango lidera casos de VIH/SIDA na Huíla

Município do Lubango lidera casos de VIH/SIDA na Huíla

A província da Huíla registou, até ao final do terceiro trimestre deste ano, 903 casos positivos de VIH/SIDA, 21 a menos que no igual período de 2022, num total de 40 mil 60 teste realizados nas diferentes unidades sanitárias, anunciaram as autoridades locais.

O município do Lubango representa 53 por cento dos exames realizados, com 17 mil 901 e registou 600 casos positivos, sendo 25 mil 748 exames feitos em mulheres grávidas, com 102 casos positivos, disse o ponto focal do programa de combate ao VIH na Huíla, Joaquim Manuel Cambanda.

Em declarações à ANGOP, no quadro das jornadas alusivas a Dia de Combate à doença, afirmou que em nove meses disse foram distribuídos sete milhões, 308 preservativos de forma gratuita por unidades sanitárias, por via de um plano estratégico institucional.

Ainda nas políticas de prevenção da doença Joaquim Cambanda fez saber que o Departamento de Saúde Pública e Controlo de Endemias da Huíla começa na próxima semana (dia 30) a instalar os serviços de carga viral de diagnóstico precoce infantil em oito, dos 14 municípios.

Trata-se dos municípios de Caconda, Caluquembe, Cacula, Quilengues, Humpata, Chibia, Gambos e Lubango, numa acção que visa identificar a população infectada pela doença e facilitar a prevenção.

A implantação do projecto da Saúde Pública e Controlo de Endemias, segundo a fonte, vai permitir trabalhar em medidas preventivas para contornar as novas infecções.

Afirmou que busca-se também incentivar as pessoas que vivem com VIH-SIDA a procurarem os serviços de saúde, na perspectiva de reduzirem, com a terapia, a carga viral, além do reforço na cultura consciencialização do uso correcto do preservativo.

O Dia Mundial de combate ao VIH/SIDA está voltado para que o mundo una forças para a conscientização sobre a Síndrome da Imuno Deficiência Adquirida.