Supremo nega pedido de liberdade do ex-ministro Augusto Tomás

Supremo nega pedido de liberdade do ex-ministro Augusto Tomás

O Tribunal Supremo indeferiu o pedido de liberdade condicional do arguido Augusto da Silva Tomás, ex-ministro dos Transportes, que alega ter cumprido metade da pena. O tribunal diz que três anos e seis meses são bastante brandos para a gravidade da conduta cometida pelo r . . .


Registe-se ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta