Troca de procuradores facilita soltura da Miss Huíla acusada de associação criminosa

Troca de procuradores facilita soltura da Miss Huíla acusada de associação criminosa

O magistrado do Ministério Público junto do Serviço de Investigação Criminal, que decretou a detenção da Miss Huíla 2018, por concluir existirem provas de que cometeu os crimes de associação criminosa, roubo, rapto e de ofensas à integridade física, foi substituído uma . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta