Um silêncio muito fundo

Um silêncio muito fundo

Estranhamente, o Fundo Soberano de Angola, entidade envolvida na disputa judicial com a Quantum Global, mantém um silêncio que, mais do que prudente, é incompreensível.

O Fundo Soberano é a parte queixosa, é quem assinou contratos, é quem tem a papelada. Antes de o Estado accionar a PGR, uma mente s . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta