União europeia quer Sociedade Civil mais interventiva

União europeia quer Sociedade Civil mais interventiva

A União Europeia (UE) defende que as organizações da Sociedade Civil sejam mais abertas, activas e interventivas, sobretudo no que diz respeito à defesa dos direitos e liberdades fundamentais das comunidades, garantindo um Estado verdadeiramente democrático. A ideia foi defendida nesta Quarta-feira, 30, em Luanda, pela sua . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta