UNITA lamenta situação dos antigos combatentes

Ogrupo parlamentar da UNITA , numa nota de imprensa, referiu que os antigos combatentes já registados e inseridos no sistema auferem uma pensão miserável de 21 mil kwanzas, o que considera que não corresponde ao sacrifício consentido, muito menos consegue responder ao elevado custo de vida em . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta